Exposição Fernando Pessoa

Fico a pensar, que Fernando Pessoa havia de gostar desta exposição…

“Assim, a brisa nos ramos diz, sem o saber, uma coisa imprecisa – coisa feliz”.

Muito obrigada a todos os que participaram.

Ver filme aqui:

Exposição Fernando Pessoa

Anúncios

Dia do patrono

O dia do patrono, fez-se de festa.

Na biblioteca, os meninos de Educação Especial, fizeram do Poema Pial, de Fernando Pessoa, um novo poema!

POEMA PIAL, em versão pouco igual!

Toda a gente que tem as mãos frias deve metê-las DENTRO DAS pias.

Pia número UM,

PARA QUEM É FORA DO COMUM.

PIA Número DOIS,

POIS, POIS, POIS…

PIA Número Três,

PARA QUEM ESCOVA O MARQUÊS.

PIA Número QUATRO,

PARA QUEM LANÇA O MASTRO.

PIA NÚMERO CINCO,

PARA QUEM APITA O BRINCO.

PIA Número SEIS,

PARA QUEM VOA NOS CARROSSEIS.

PIA Número SETE,

PARA QUEM SURFA NO ESPARGUETE.

PIA Número OITO,

PARA QUEM ACELERA O BISCOITO.

PIA Número NOVE,

PARA QUEM NUNCA SE MOVE.

PIA Número DEZ,

PARA TODOS OS CHONÉS.

E COMO AS MÃOS JÁ NÃO ESTÃO FRIAS, TAMPA nas PIAS.

Ver filme aqui: Poema Pial, em versão pouco igual!

Sessão 25 Abril na Biblioteca

A sessão do 25 de abril na Biblioteca, teve convidados muito especiais: Vitor Sarmento e Francisco Naia!

Sabedores da história e da vida, cantaram um 25 de abril marcante, forte, esperançado.

Quem sabe da união, sabe da força. E da força, se fez a revolução.

Obrigada aos dois, pela convicção, pelo olhar sorridente, pela voz emocionada.

Ver aqui o filme:

25 de abril

Poema Pial…

20180503_213800-COLLAGE (1)O dia do Patrono, António Gedeão, dia 25 de maio, vai ser comemorado nas nossas escolas.

Andamos a preparar o Poema Pial, de Fernando Pessoa, mas não vai ser igual…os nossos meninos de Educação Especial, vão fazer diferente e especial!

POEMA PIAL

Toda a gente que tem as mãos frias
Deve metê-las dentro das pias.
Pia número UM
Para quem mexe as orelhas em jejum.
Pia número DOIS,
Para quem bebe bifes de bois.
Pia número TRÊS,
Para quem espirra só meia vez.
Pia número QUATRO,
Para quem manda as ventas ao teatro.
Pia número CINCO,
Para quem come a chave do trinco.
Pia número SEIS,
Para quem se penteia com bolos-reis
Pia número SETE,
Para quem canta até que o telhado se derrete.
Pia número OITO,
Para quem parte nozes quando é afoito.
Pia número NOVE,
Para quem se parece com uma couve.
Pia número DEZ,
Para quem cola selos nas unhas dos pés.
E, como as mãos já não estão frias,
Tampa nas pias!